Centro de Previsão
de Tempo e Estudos Climáticos
Agosto termina com excesso de chuva no leste da Região Sul

Cachoeira Paulista, 26 de setembro de 2013


 A atuação conjunta de sistemas frontais e de perturbações na média e alta troposfera, aliada à presença de águas anomalamente aquecidas adjacente à costa sul do Brasil, favoreceu o excesso de chuva principalmente no nordeste do Rio Grande do Sul e nos setores central e sudeste de Santa Catarina, durante o mês de agosto de 2013. Nestas áreas, os totais mensais excederam a climatologia em mais que 150 mm. Os acumulados diários de precipitação foram mais acentuados em Lages-SC (107,5 mm), Campos Novos-SC (99,4 mm) e São Joaquim-SC (88,8 mm), registrados no dia 12. Nestas localidades, os totais mensais atingiram aproximadamente 318,7 mm, 318,3 mm e 397,2 mm, sendo os correspondentes valores climatológicos iguais a 133,1 mm, 168,5 mm e 170 mm, respectivamente.  Na cidade de Torres-RS, o acumulado mensal para agosto atingiu 415,9 mm, excedendo a média histórica em 256,8 mm (Fonte: INMET). As chuvas foram mais escassas no Paraná e no extremo sudoeste do Rio Grande do Sul.

As chuvas também excederam a média histórica no norte da Região Norte e ao longo da faixa leste do Nordeste, que se encontra no final do período mais chuvoso. No dia 30, os 103,2 mm de chuva acumulados em João Pessoa, capital da Paraíba, resultaram da formação de aglomerados de nuvens associados à propagação de distúrbios no escoamento de leste sobre áreas tropicais do Atlântico Sul. Na Região Centro-Oeste e na maior parte das Regiões Sudeste e Nordeste do Brasil, as chuvas costumam ser escassas neste período do ano.

As incursões de massas de frio causaram acentuado declínio das temperaturas no centro-sul e oeste do Brasil, especialmente no final de agosto, quando houve ocorrência de precipitação de neve em várias cidades do Rio Grande do Sul, entre elas: Bom Jesus-RS, São José dos Ausentes-RS e São Joaquim-SC.

A persistência de águas superficiais anomalamente frias na faixa equatorial leste do Oceano Pacífico e de águas mais aquecidas na região tropical do Atlântico Norte ainda poderá influenciar a distribuição de chuvas no norte e sul do Brasil, pelo menos no início do trimestre outubro a dezembro de 2013 (OND/2013). Para este período, a previsão por consenso elaborada pelo CPTEC, INMET e FUNCEME, com a participação do CEMADEN, indicou uma distribuição de 40%, 35% e 25% de probabilidade de ocorrência de precipitação nas categorias acima, normal e abaixo da normal climatológica, respectivamente, para o norte da Região Norte. Esta distribuição de probabilidades também se aplicou a uma estreita faixa no leste da Região Sul. Para o noroeste do Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná, a previsão por consenso indicou uma distribuição de 25%, 35% e 40% de probabilidade de ocorrência de precipitação nas categorias acima, normal e abaixo da normal climatológica do período, respectivamente. Para as demais áreas do Brasil, a previsão indicou comportamento climatológico (igual probabilidade para as três categorias). No decorrer do trimestre OND/2013, a previsão indicou temperaturas dentro da normalidade para o centro-sul do Brasil e entre normal a acima da normal climatológica para as demais áreas do País.

Informações adicionais sobre as condições oceânicas e atmosféricas globais e a situação da chuva em todo o Brasil serão disponibilizadas no endereço http://infoclima1.cptec.inpe.br.

 

Atualizado em 06/10/2013 09:37

Proximo

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos
© Copyright 2010 CPTEC/INPE
Comentários e/ou sugestões: Fale Conosco