Frente fria provoca temporais e mortes na Argentina

Na imagem de satélite no canal infravermelho realçada, observa-se topos de nuvens convectivas próximos dos -80ºC sobre o nordeste da Província de Buenos Aires (Argentina) e no sul do Uruguai. Essas nuvens estão associadas ao avanço de uma intensa frente fria que deverá atingir o Brasil nesta quinta-feira (05/04).

Na província de Buenos Aires, os temporais observados entre tarde e noite da quarta-feira (04/04) foram com chuva intensa, fortes ventos e queda de granizo, observados entre tarde e noite da quarta-feira (04/04), situação que denota forte instabilidade atmosférica. A magnitude das rajadas de vento chegou a quase 106 km/h no Aeroparque Jorge Newberry e a 112 km/h na estação de El Palomar (Fonte: www.metsul.com/blog2012/). Esta situação de tempo severo resultou no alagamento de vários bairros da capital argentina, queda de inúmeras árvores, destelhamento de residências, além da morte de 14 pessoas na Capital Federal e Grande Buenos Aires, conforme publicação do Clarín (Fonte: http://www.clarin.com).

No começo desta manhã o avanço deste sistema já influenciava o tempo do RS. Por volta das 6 horas, já havia registro de temporais, com chuva intensa e ventos fortes na Fronteira Oeste, na Campanha, na Zona Sul e na Região Central. Além da situação de tempo descrita, as áreas de instabilidade estavam associadas à intensa atividade elétrica. Em Uruguaiana, a magnitude das rajadas de vento foi de quase 110 km/h, no aeroporto local. Na Estação do Porto de Rio Grande, cidade localizada no sudeste do RS, a magnitude das rajadas de vento chegou aos 100 km/h e aos 95 km/h em Frederico Westphalen, no noroeste gaúcho. A região de Santo Augusto e de Cruz Alta registraram rajadas de 91 km/h.

Em Dom Pedrito, na Campanha, e em Canguçu, no Sul do estado, os ventos atingiram 90 km/h, segundo medição do Inmet. Em Bagé, os ventos chegaram a 61 km/h e, em Jaguarão, a 75 km/h. Na capital Porto Alegre, a magnitude das rajadas às 9 horas era de 47 km/h e em Soledade (noroeste do RS) 50 km/h.

Os volumes acumulados de chuva em 6 horas (até 10 horas) desta quinta-feira (05/04) eram de 38 mm (31,3% da média normal para abril que é de 121,4 mm) em Santa Maria, 30 mm (24% da média climatológica de chuvas que é de 127,2 mm) em Dom Pedrito, 40 mm (31% da média para abril que é de 129,5 mm) em Santana do Livramento, 37 mm (23,4% da média normal de chuvas para abril que é de 158 mm) em Uruguaiana e 40 mm (31% da média que é de 129,2 mm) em Rio Pardo.

A previsão é que a chuva ainda persista sobre o Estado gaúcho e no sul e em parte de SC (Litoral Sul, Planalto Sul e Meio Oeste e Alto Vale do Itajái), porém sem condições de severidade. 




 

 

 




Atualizado em 05/04/2012 09:18

Proximo

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos
© Copyright CPTEC/INPE
Comentários e/ou sugestões: Fale Conosco