CPTEC/INPE esclarece falsa previsão para o inverno
Nenhum estudo ou previsão indica que o inverno de 2018 deve ser o mais frio dos últimos 100 anos, ao contrário de notícia disseminada pela internet desde o início semana.
 
O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (INPE) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) esclarece que previsões são feitas no máximo com três meses de antecedência. A próxima reunião para previsão climática de consenso será em 26 de abril, quando haverá a previsão para os meses de maio, junho e julho.
 
Previsões são uma média para o período, o que não descarta a ocorrência de dias isolados com registro de temperaturas mínimas extremas.
 
O Grupo de Previsão Climática do CPTEC/INPE também destaca que o La Niña não pode ser apontado como principal causa de um suposto resfriamento, pois o ciclo deste fenômeno está em vias de finalização e não deve estar ativo durante o inverno.
 
As atuais previsões indicam que as anomalias de temperatura da superfície do mar no Pacífico Equatorial (região onde ocorre o fenômeno La Niña) devem ficar próximas da neutralidade. Além disso, apenas a ocorrência da La Niña não é suficiente para causar o inverno mais frio dos últimos anos.

Atualizado em 24/04/2018 15:14

Proximo

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos
© Copyright CPTEC/INPE
Comentários e/ou sugestões: Fale Conosco